user_mobilelogo
  • Na sexta jornada do Campeonato Espanhol de F4 
Foi um fim-de-semana bastante produtivo aquele que Manuel Espirito Santo teve em Jerez de la Frontera na sexta prova do Campeonato de Espanha de F4. O piloto português já tinha dado provas do bom andamento e este fim-de-semana conseguiu traduzir essa performance em três boas corridas, duas delas no top 6 e com prestações notáveis.

O piloto de Porto de Mós está ansioso e entusiasmado com a sua integração na delegação portuguesa do FIA Hill Climb Masters 2021. A Falperra será o cenário desta competição única onde Joaquim Rino quer fazer brilhar o BRC B49 Evo.

• Problemas de diferencial ditam abandono
• Ritmo demonstrado deixa indicações positivas
Nuno Matos disputou este fim de semana a Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal. O evento, terceiro do campeonato Portugal de Todo-o-Terreno, acabaria por se revelar inglório, com problemas mecânicos a colocarem um ponto final a uma participação onde a equipa mostrou um bom andamento.

O Rally de Portugal Histórico está de regresso, após um ano de paragem forçada devido às contingências pandémicas. Evocando as origens e a mística das primeiras edições do Rally de Portugal, assume-se como uma das mais marcantes provas de Regularidade Histórica disputadas na Europa. A partida está marcada para a próxima terça-feira, nos jardins do Casino do Estoril, com as 63 equipas inscritas (mais de 80% estrangeiras) a terem pela frente 1.862 quilómetros de percurso pelo centro e norte do país, com destaque para o reviver da noite de Sintra, no dia 8 de outubro (sexta-feira). 

  • Piloto da Ford Ranger vence ainda o Troféu Terras do Grande Lago Alqueva
André Amaral conquistou ontem antecipadamente o título de campeão ibérico de todo-o-terreno ao terminar a 33ª edição da Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal na 3ª posição. O piloto navegado pelo experiente Nelson Ramos alcançou ainda o triunfo no Troféu Terras do Grande Lago Alqueva competição que junta esta prova de Reguengos de Monsaraz com a Baja Extremadura disputada na região de Badajoz e onde o piloto de Barcelos havia sido o 2º classificado.

Mais de 400 dias depois o campeonato do mundo MotoGP regressou ao gigantesco Circuito das Americas em Austin no Texas para cumprir a sua 15ª prova do ano. Com mais de 5 quilómetros de extensão e capacidade para 120 mil espectadores, o circuito americano viu Miguel Oliveira terminar a prova na 11ª posição.