user_mobilelogo

O atual campeão do mundo de rallycross, o sueco Mattias Ekström, foi o grande vencedor da prova do Campeonato do Mundo realizada, este fim de semana, no circuito internacional de Montalegre. Tal como sucedeu na prova inaugural, realizada em Barcelona, também no Barroso o piloto nórdico não deu hipótese à forte concorrência, com destaque para o francês Sébastien Loeb, segundo, e Johan Kristoffersson, a terminar na última posição do pódio.

 

Com uma tática que resultou em pleno, o campeão do mundo em título, Mattias Ekström, ao volante do Audi S1, foi o grande vencedor da segunda prova do Campeonato do Mundo de Rallycross, efetuada este fim de semana no circuito internacional de Montalegre. Todavia, o triunfo não era de todo esperado, tendo em conta que os dois VW Polo GTI, de Solberg e Kristoffersson, mostraram sempre um andamento superior. A verdade é que o calculismo do sueco prevaleceu. Iniciou a final no segundo posto. Contudo, perdeu essa posição para Kristoffersson, quando optou por cumprir a joker-lap logo na primeira volta, deixando os dois VW para lutar entre si, tendo sido acompanhado pelos Peugeot 208 de Loeb e Timmy Hansen. Solberg liderava mas a perder andamento, atribuído a um potencial furo. Na passagem da terceira volta, em plena linha de meta, recebe um toque de Kristoffersson, notoriamente mais rápido, que provoca uma escorregadela ao norueguês e a perda de posições que se seguiu.

FINAL ARREBATADORA

Foi o sinal que fez despertar o campeão do mundo. A partir daí, Ekstrom controlou a vantagem mas teve de lutar com muita garra para resistir aos ataques de Loeb, que nunca desistiu, a tal ponto que na última volta, à entrada para a mais longa direita do traçado, levantaram as bancadas repletas, com a derradeira tentativa de Loeb, com Ekstrom a fechar muito bem e a não deixar que a vitória lhe fugisse recebendo uma estrondosa ovação final, num final apoteótico. Face a estes dados, Kristoffersson perdeu algumas décimas de segundo preciosas no toque com Solberg, que acabaram por não lhe permitir melhor posição final, pois quando cumpriu a sua joker-lap - na sexta e derradeira volta da final - acabou por encontrar Loeb à sua frente, terminando a três décimas de segundo do francês. Por sua vez, Reinis Nitiss nunca imiscuiu o seu Audi nas lutas. Cumpriu a sua joker-lap à quinta volta e terminou na quinta posição final atrás de Timmy Hansen.

RESULTADOS FINAIS - AQUI

Montalegre Mundial Rallycross 2017 Vencedor Mattias Ekström 01