user_mobilelogo

No mesmo cenário onde em 2021 venceu de forma autoritária Miguel Oliveira esteve no passado fim‑de‑semana a discutir a nona prova do campeonato do mundo MotoGP 2022. Debaixo de temperaturas elevadas que levaram igualmente o asfalto catalão acima duns escaldantes 50°C o piloto de Almada fechou o exigente duelo na nona posição.

Lutando com a conhecida falta de aderência que caracteriza o circuito próximo de Barcelona Miguel Oliveira arrancou na 16ª posição e oito voltas estava na nona posição onde veio a cruzar a linha de meta depois de várias tentativas feita para ascender ao oitavo posto que não surtiram efeito. Com este resultado Miguel Oliveira voltou a terminar no 'top-ten' e aproximou-se dos dez primeiros do campeonato.

'Tal como esperado enfrentámos uma corrida dura com baixo nível de aderência, mas mesmo assim conseguimos um nível de performance que nos permitiu terminar entre os dez primeiros e por isso mesmo estou satisfeito. Tomámos boas decisões durante a corrida mas estou um pouco frustrado por não ter conseguido passar o Brad durante a corrida e ter perdido muito tempo. Depois disso fiz o resto da corrida sozinho. Foi tudo o que foi possível hoje e agora temos que testar amanhã e esperamos conseguir tornar a nossa moto um pouco melhor para as próximas corridas, será essa a 'chave'.'

Miguel Oliveira cumpre hoje no mesmo Circuito Barcelona-Catalunha um dia de testes junto da sua equipa com o objectivo de preparar não só a próxima corrida a realizar em Sachsenring na Alemanha entre os 17 e 19 de Junho, corrida essa onde em 2021 o piloto da KTM foi segundo classificado. A prova alemã marcará o final da primeira metade da temporada.