user_mobilelogo

Naquela que foi a primeira prova da Peugeot Rally Cup Ibérica em pisos de asfalto da época de 2021, Hugo Lopes e Tiago Neves não tiveram uma prova fácil, onde além dos troços rápidos e exigentes, o imenso calor marcou mais uma edição do Rallye de Ourense.

Depois das duas primeiras provas em pisos de terra em que a dupla Hugo Lopes / Tiago Neves estiveram em destaque entre os pilotos mais rápidos, a ambição era a mesma para o primeiro ataque aos pisos de asfalto.

Um toque prematuro terminou com as esperanças dos jovens pilotos portugueses de alcançar um bom resultado, sendo obrigados a desistir no primeiro dia competitivo. A dupla regressou no sábado para completar os restantes quilómetros cronometrados com o objectivo de amealhar experiência com o novo Peugeot e divulgar a imagem dos parceiros, numa prova em que muito público assistiu na estrada e em directo através da imensa cobertura mediática realizada nas redes sociais e canais televisivos da imprensa espanhola.

Apesar de realizar bons tempos cronometrados entre os pilotos portugueses durante os troços de sábado, Hugo Lopes revela: "Foi um dos piores fins-de-semana competitivos e pessoais que tive, não consegui estar a 100% durante toda a semana e foi muito difícil para mim realizar a prova.
A oportunidade de realizar quilómetros foi aproveitada e a informação retirada permite-nos começar desde já a preparar a próxima prova, onde esperamos mostrar o ritmo competitivo para o qual trabalhamos diariamente.

Resta-me agradecer o apoio de todos, mas desta vez em particular, pedir desculpa a quem me acompanha, equipa e parceiros, pois neste fim-de-semana não estive bem fisicamente."