user_mobilelogo

No próximo Sábado dia 23 de Abril celebra pela 20ª vez o "Dia Nacional do Motociclista" em Castelo Branco, duas décadas depois da primeira vez no Mosteiro do Jerónimos, em Lisboa.

Será uma vez mais um dia de grandes emoções onde os muitos milhares de motociclistas esperados irão prestar especial homenagem a todos os amigos e conhecidos motociclistas que  já não os acompanham na estrada. Será o nosso dia dos motociclistas.

Numa fase intensa da preparação do Crossódromo Internacional de Águeda para acolher aquela que será a 12ª prova do campeonato do mundo de motocross 2017, o recém criado Águeda Action Club mereceu a confiança por parte da Youthstream, a empresa que gere e promove o campeonato, para trazer de novo até ao traçado do Crossódromo Internacional de Águeda o melhor motocross do mundo.

Devido à característica do circuito ser mais longo inicialmente tínhamos limitado a prova a 40 inscrições. Todavia depressa se ultrapassou esse número, pelo que acabámos por aceitar 45 equipas para esta prova.

Filipe Barreiros vai estar nos próximos dois dias de 19 e 20 de Abril no Circuito do Estoril a preparar a abertura do International GT Open que acontece naquele mesmo traçado no fim-de-semana seguinte. O piloto da FBO Motors entrará em pista com o BMW M6 da Teo Martin procurando ganhar ritmo competitivo depois do interregno entre temporadas ao mesmo tempo que procurará ajustar o melhor possível o carro às exigências da pista portuguesa.

Depois de duas desistência inglórias, a Inside Motor regressa no Rallye Casino de Espinho com novos objetivos, já que Miguel Carvalho / Paulo Lopes juntam-se a Daniel Nunes / Rui Raimundo, num segundo Peugeot 208 R2.

  • Navegação está cada vez mais apurada

A 2ª etapa do Morocco Desert Challenge que hoje ligou Icht a Foum Zguid, não correu da melhor forma para a dupla Nuno Matos / Nuno Rodrigues da Silva, forçada a parar durante mais de duas horas para resolver um problema mecânico. Mau grado esta situação a equipa sente-se cada vez mais confiante e a navegar cada vez melhor.

“Partimos em segundo, vínhamos a rolar bem. Já tínhamos passado pelo primeiro classificado, quando cedeu uma rótula de suspensão do nosso Opel Mokka “, explicou Nuno Matos à chegada a Foum Zguid depois de percorridos 359 quilómetros cronometrados em pistas que cruzaram a maior zona militar do sul de Marrocos e uma paisagem onde foi possível encontrar quase ninguém exceto nos postos de controlo militar.

Elisabete Jacinto alcançou na segunda etapa do rali Morocco Desert Challenge, que se disputou hoje entre Icht e Foum Zguid, o quarto posto da prova destinada aos camiões. Os portugueses avançam, desta forma, na competição no segundo posto da tabela geral da sua classe com uma vantagem de 14 minutos para o terceiro classificado, o holandês Gert Huzink que já venceu esta mesma corrida em 2015.