user_mobilelogo

Uma semana depois de ter fechado na posição intermédia de pódio o Enduro da Lousã Diogo Ventura esteve este fim‑de‑semana na segunda ronda do mundial de enduro realizada na localidade espanhola de Santiago de Compostela.

A estreia de José Rodrigues no TCR Italy, ou seja, o Campeonato Italiano de Turismo, este fim-de-semana em Imola no Circuito Enzo e Dino Ferrari, podia ter sido muito melhor do que foi. De qualquer forma, o piloto de Braga conseguiu um quarto lugar na primeira corrida, e um sexto, na segunda.

Na derradeira prova, José Rodrigues chegou a rodar na segunda posição, a lutar pela vitória, mas uma ligeira saída de pista fez com que perdesse algum tempo e teve que se contentar com o sexto lugar final.

  • Depois de comandar a prova no final do 1º dia

Ricardo Teodósio e José Teixeira gostam sempre de cumprir as suas promessas, mas desta vez não deu para chegar ao pódio do CPR, tudo por falta de conhecimento do terreno. Depois de um brilharete na especial noturna de Mortágua, que os colocou na liderança do rali no final do primeiro dia, a equipa algarvia terminou a prova no 4º lugar do CPR, chegando à conclusão de que, é necessário conhecer melhor os troços, “Preciso ter a certeza absoluta dos terrenos que piso. Este era um rali praticamente novo para nós, e este foi o melhor resultado possível. Precisamos de rolar mais nos troços para que tudo possa correr naturalmente. Corri muito mais riscos da parte da tarde, e por isso fomos mais rápidos, mas fiquei sempre com a sensação de que é necessário ter um melhor conhecimento do terreno. Infelizmente, não deu para chegar ao pódio. Agora há que pensar no Rali Vidreiro na Marinha Grande e começar a trabalhar, com muitos testes em asfalto, para que tudo possa correr bem”, disse Ricardo Teodósio.

  • DIFERENTES CONCLUSÕES COM SINAIS POSITIVOS

A ARC Sport deslocou-se a Mortágua com objetivos distintos em termos do Campeonato de Portugal de Ralis. Ricardo Teodósio chegou a passar pelo comando da prova e Joaquim Alves mostrou excelente ligação com o carro na sua estreia ao volante do Skoda Fabia R5. Tanto Pedro Almeida, que terminou entre os dez primeiros classificados, como Miguel Correia, que evidenciou bons andamentos, passaram de forma positiva mais um tirocínio nas suas recentes carreiras desportivas.

Apostado em conseguir a qualificação para a segunda ronda do European Talent Cup que se está a realizar no Circuito Ricardo Tormo em Valência, Francisco 'Kiko' Maria não logrou atingir os seus objectivos ao ficar a apenas 1 milésima do desejado objectivo para o piloto da formação da Marinelli Sniper.

  • Dupla Armindo Araújo e Luís Ramalho vencem prova do CPR;
  • Carlos Vieira e Jorge Carvalho colocam o outro Hyundai i20 R5 oficial no pódio do campeonato nacional;
  • Duplo pódio confirma a competitividade do Hyundai i20 R5.
A terceira prova do Campeonato de Portugal de Ralis proporcionou um momento extraordinário para o Team Hyundai Portugal. Nos troços de terra do Rali de Mortágua, a dupla Armindo Araújo / Luís Ramalho superou um furo logo na manhã de sábado e conseguiu vencer a competição nacional, fruto de um ataque final que também garantiu o segundo lugar da classificação absoluta. O bicampeão do Mundo de Produção e tetracampeão nacional obteve a sua primeira vitória em especiais ao volante do Hyundai i20 R5 no Campeonato de Portugal de Ralis, ao ser o mais rápido nos 11,67 kms da classificativa de Gândara – Calvos 3 (PEC9). “Estamos naturalmente contentes com este resultado, sobretudo porque toda a equipa tem trabalhado muito para explorar o potencial do carro”, referiu Armindo Araújo, que já tinha ganho em Mortágua em 2006, numa altura em que a prova do Clube Automóvel do Centro era disputada em pisos de asfalto.

Num fim‑de‑semana complicado com as condições climatéricas exigentes a obrigarem a acrescido esforço, Nelson Rosa esteve no passado fim‑de‑semana no Circuito do Estoril para iniciar a temporada 2018 no campeonato nacional de velocidade. Após um ano de 2017 dedicado essencialmente a preparar a nova época, o piloto de Loulé mostrou-se em excelente forma e deixou o 'paddock' do circuito com um suado mas merecido quarto posto final na classe maior da especialidade.