user_mobilelogo
  • Piloto da Honda chegou a estar virtualmente no comando do rali

Depois de duas vitórias consecutivas, a segunda das quais com o handicap de abrir a pista, Pedro Bianchi Prata partiu hoje para a penúltima etapa absolutamente focado em reduzir ou mesmo anular os 13m19s que o separavam do líder da prova.

  • Penúltima etapa fantástica para dupla do Opel Mokka

Depois de, no arranque deste Marocco Desert Challenge, a dupla Nuno Matos / Nuno Rodrigues da Silva se ter estreado em África com um 2º lugar na etapa inaugural, ei-los de novo na 2º posição num dia em que, partindo de trás, foram obrigados a muitas, mesmo muitas ultrapassagens.

  • O "Mundial" em Português - Sábado

Montalegre recebe a segunda prova do “Mundial” de Ralicross e o primeiro dia não foi favorável para os pilotos nacionais presentes.

De regresso aos comandos do Ford Fiesta R2, Joana Barbosa e Sofia Mouta estiveram em grande evidência no Rali Casino de Espinho, mas uma etapa do Campeonato Nacional, ficando bem perto do pódio do Grupo RC4.

A primeira corrida da época de Henrique Chaves na Eurocup Formula Renault este fim-de-semana em Monza, levou-o ao sétimo lugar final. Uma posição que não satisfez por completo o jovem piloto português que viu a sua qualificação condicionada e como tal, também o desfecho da corrida.

Elisabete Jacinto venceu a sexta e penúltima etapa do Morocco Desert Challenge que se disputou hoje entre Merzouga e Tendrara. A equipa Bio-Ritmo® foi a mais rápida entre os T4 a realizar esta especial composta por 405 quilómetros cronometrados, a mais longa de toda esta competição, e demorou 5h53m11s a cumprir todo o setor selectivo. Os portugueses terminaram com uma vantagem de nove minutos para o holandês Martin Van Den Brink, o actual líder da classe camião, e apenas um carro conseguiu ser mais rápido do que Elisabete Jacinto a completar o percurso de hoje incluindo neste rol a competição destinada às motas.

  • Dupla do Opel Mokka Proto subiu 11 posições à geral

A 5ª etapa do Morocco Desert Chellenge, que hoje teve lugar em Merzouga era considerada pela organização como a mais difícil da prova. Areias e dunas eram as palavras-chave para este dia em que os concorrentes tiveram de cumprir a travessia de quatro faixas de dunas ao longo de 230 quilómetros. Do percurso fazia parte a travessia do Erg Chebbi e do Erg Ouzina.