user_mobilelogo
  • Sobreira Extreme 2020

Com uma imagem renovada e dois sponsors de “peso”, o Portugal Hard Enduro Series 2020 terá a sua jornada de abertura já no próximo domingo (dia 12 janeiro) em Paredes. A designada “Sobreira Extreme” encabeça um calendário composto por 10 provas – duas delas na vizinha Espanha, onde são esperados mais de uma centena e meia de participantes.

  • Piloto da XRAIDS TEAM é 8º da classe Maratona e 36º da geral

Cada vez mais ambientado ao solo saudita, Fausto Mota concluiu hoje com sucesso a quinta etapa do Rali Dakar 2020 que se disputou entre Al-`Ula a Há’il ao longo de 353 km cronometrados. Uma ligeira queda fê-lo perder alguns minutos, mas conseguiu retomar a corrida e figura agora na oitava posição da classificação geral da classe maratona e no 36º da classificação absoluta entre as motas.

  • Dupla portuguesa chegou às 5 da manhã ao Bivouac e partiu poucas horas depois

Fernando e Nuno Barreiros prosseguem no Africa Eco Race 2020 depois de na segunda etapa, que decorreu ontem entre Tarda e Mhamid em Marrocos, terem sido vítimas de um problema mecânico na Isuzu D-Max que não lhes permitiu concluir a especial pelos próprios meios, tendo ido transportados até ao acampamento de Mhamid por um camião da organização.

A etapa que hoje se disputou entre Al-`Ula e Há’il ao longo de 353 km cronometrados predominantemente dominada pela areia foi, tal como se antevia extremamente difícil para todos os participantes, sendo o dia marcado por imensas quedas.

  • Um dia no fio da navalha ao percorrer mais de 300 km sem pneu suplente

Ter ficado sem qualquer pneu suplente quando ainda faltavam mais de 300 quilómetros para terminar o setor seletivo da quarta etapa obrigou a dupla formada por Conrad Rautenbach e Pedro Bianchi Prata a passar um mau bocado e a ser forçada a baixar substancialmente o ritmo que vinha imprimindo neste Dakar 2020.

  • Piloto da Yamaha conseguiu solucionar problemas causados por queda e sobe na classificação

Depois de uma etapa azarada onde sofreu uma queda aparatosa que o levou a ter de partir hoje da 88ª posição, António Maio conseguiu melhorar significativamente a sua prestação ao terminar a quinta etapa no 32º lugar. Uma recuperação de mais de 50 posições que lhe permitiu, após os 353 km disputados ao cronometro, subir três posições na classificação geral onde ascendeu ao 16º lugar em G2 e 33º lugar absoluto.

  • Piloto fez 400 km com mota muito danificada

António Maio sofreu uma queda ao quilómetro 30 da quarta etapa do Dakar 2020, que se disputou hoje entre Neom e Al-`Ula, na Arábia Saudita. Este infortúnio acabou por deixar a Yamaha de competição bastante danificada sendo que o volante e braço oscilante da mota ficaram partidos. O piloto de Borba conseguiu, no entanto, encontrar uma solução provisória que lhe permitiu fazer cerca de 400 km e com muita persistência chegar ao acampamento e terminar a especial de 459km.