user_mobilelogo
  • Depois dos dissabores de ontem (segunda-feira), a 10ª Etapa do Silk Way Rally desenrolou-se de forma mais tranquila para o Team Peugeot Total, com os dois Peugeot DKR em prova a atingirem o bivouac em posições confortáveis, depois de os pilotos não terem corrido grandes riscos.
  • A bordo do Peugeot DKR nº 100, Cyril Despres e David Castera dilataram para mais de 47 minutos a sua vantagem na Classificação Geral. Com uma condução mais cautelosa, o líder da prova cortou hoje a linha de chegada na 4ª posição, mesmo depois de ter perdido algum tempo na última seção da Especial devido a um erro de navegação.
  • Primeiros na pista depois da vitória na Etapa anterior, Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret, no Peugeot DKR nº 106, pararam 8 minutos após a partida, esperando pelos seus colegas de equipa, seguindo depois sempre juntos, na perspetiva de Despres poder necessitar de auxílio. Neste momento, a dupla ocupa o 6º lugar da Geral na categoria “Auto”.

Nani Roma, piloto com créditos mundiais firmados no todo-o-terreno, juntamente com o consagrado piloto português Filipe Campos foram os convidados de honra do Azeméis Super TT incumbidos de testarem as principais motos do CNTT entre as quais figurava a Yamaha WR 450 F de Sebastian Bühler, jovem piloto de 22 anos, Campeão TT1 e que este ano está apostado em se sagrar campeão nacional absoluto.

  • Sébastien Loeb foi forçado a abandonar o Silk Way Rally após o acidente com o Peugeot DKR Maxi na 9ª Etapa, numa altura em que comandava a prova.
  • Loeb e o seu navegador Daniel Elena embateram numa vala, junto ao leito de um rio, ao km 82, capotando de seguida, causando grandes estragos na frente do carro. Depois de feitas algumas reparações e de se verem obrigados a mais duas paragens, a dupla acabou por abandonar a etapa no 2º Controlo de Passagem, optando por seguir caminho pelo asfalto até ao bivouac.
  • Procedendo à avaliação dos estragos no Peugeot DKR Maxi, os engenheiros da Peugeot Sport concluíram que, de facto, o carro podia ser reparado. Contudo, em consequência do acidente, Loeb havia torcido violentamente o seu dedo indicador direito e não estava em condições de prosseguir em prova, pois não conseguia segurar volante.
  • A decisão de abandonar foi tomada por indicação médica, para que Loeb consiga recuperar totalmente e prosseguir com os seus compromissos profissionais para a presente época, nomeadamente no Campeonato do Mundo de Ralicross, com o Team Peugeot Hansen.

Nuno Matos foi um dos convidados especiais da organização do Azeméis Super TT por ser o atual campeão nacional de todo-o-terreno auto, sendo, por isso, o único representante da sua categoria presente neste grande evento de todo-o-terreno que reuniu em Oliveira de Azeméis perto de meia centena de pilotos moto, quad e SSV’s e vários campeões nacionais da modalidade.

Realizou-se este fim-de-semana a 47ª edição do Rally Rainha Santa integrada no Campeonato Nacional de Ralis de Regularidade. Esta é talvez a prova mais dura do campeonato e visita grande parte da zona que no centro de Portugal, região que vai ganhado o epíteto de Capital dos Ralis (Arganil - Serra do Açor). Nesta edição foram visitados os concelhos de Coimbra, Penacova, Mortágua, Tábua, Oliveira do Hospital, Arganil, Góis, Lousã e Vila Nova de Poiares.

  • Foi uma longa jornada para o Team PETRONAS De Rooy: 813,89 km entre Urumqi e Hami, com 421 km cronometrados em dunas e pisos duros e pedregosos.
  • O piloto cazaque Artur Ardavichus alcançou, mais uma vez, o melhor resultado para a equipa, sendo o 7º mais rápido na Etapa de ontem com o seu IVECO Powerstar.

Foi com mais uma vitória que Joaquim Teixeira terminou o dia de Domingo no Caramulo, com o experiente piloto transmontano a levar a melhor na Categoria 5 e a imiscuir-se na luta pela vitória ao nível dos Turismos.