user_mobilelogo
  • Primeiro protótipo híbrido em 1968: Kadett Stir-Lec 1;
  • Um marco em 2011: Opel Ampera é o primeiro automóvel elétrico para o dia-a-dia;
  • Frota HydroGen demonstra o potencial da pilha de combustível a partir de 2000;
  • Opel liga-se à eletricidade: Corsa-e e Grandland X PHEV seguem o Ampera.

A Opel alargou recentemente a estratégia de eletrificação dos modelos que está a colocar no mercado, tendo iniciado o processo com o novo Corsa-e e o Grandland X PHEV. A marca alemã anunciou que já em 2024 todos os modelos da sua gama de produtos possuirão uma versão elétrica ou híbrida. Mas, há mais de cinco décadas que a Opel efetua trabalho de pesquisa e desenvolvimento em sistemas de motorização elétrica. Isso faz do fabricante de Rüsselsheim um dos pioneiros da indústria nesta área.

  • O novo SEAT Leon inclui a escolha por cinco motores com tecnologias distintas pensadas para proporcionar aos clientes a combinação perfeita do automóvel com o motor que satisfaça as suas necessidades específicas: gasolina (TSI), diesel (TDI), mild-hybrid (eTDI), híbrido plug-in (eHybrid) e a gás natural comprimido (TGI)
  • No total, há 11 variações distintas, com um leque de potência entre 90 CV e 204 CV
  • A maioria dos motores poderá ser associada à nova caixa automática DSG, que agora passa a ser comandada com tecnologia shift-by-wire

Desde o seu lançamento, em 1999, o SEAT Leon tem sido um dos pilares da SEAT na introdução de novas tecnologias num segmento especialmente competitivo.

  • > O CUPRA Ateca Limited Edition percorre os Alpes suíços numa das suas estradas mais emblemáticas, o Flüela Pass 
  • > O modelo de edição limitada tem detalhes em fibra de carbono com acentos em tom de cobre, rodas de 20 polegadas e um motor de 300 CV e 400 Nm de binário para conquistar todos os terrenos 
  • > Haverá apenas 1.999 unidades desta edição exclusiva em todo o mundo  

 A uma altitude de mais de 2.300 metros encontramos uma das estradas mais espetaculares dos Alpes suíços, o Flüela Pass. Cortado a maior parte do ano pela queda de neve e pelo risco de avalanches, o CUPRA Ateca Limited Edition percorreu-a, demonstrando todo o seu potencial.

Apresentado no Salão Automóvel de Genebra de 1970 este veículo futurista da Mercedes-Benz despertou o interesse mundial, mas nunca chegou a ser produzido em série.
 
Ícone fascinante, laboratório sobre rodas e um concept para a implementação de novas tecnologias, o lendário Mercedes-Benz C 111 é tudo isso e muito mais. Este superdesportivo foi lançado há 50 anos, no 40º Salão Automóvel de Genebra, entre 12 e 22 de março de 1970. Com apenas 1120 milímetros de altura, com portas tipo asa de gaivota e uma distância entre eixos de 2620 milímetros, este concept foi desenvolvido a partir de plástico reforçado com fibra de vidro (GFRP) aparafusado à estrutura inferior da carroçaria em chapa de aço. A sua velocidade máxima era de 300 km/h. Nos dias atuais continua a ser uma grande atração e pode ser visto com a sua característica pintura "Weissherbst", na seção de exposições Fascination of Technology do Museu da Mercedes-Benz, em Estugarda.

  • Instalações a nível global reduzem volumes de produção nos meses de Março e Abril
  • Produção será parcialmente transferida para o segundo trimestre do próximo Ano Fiscal

A Mazda Motor Corporation expressa a sua mais profunda solidariedade e preocupação para com todos aqueles que têm estado a sofrer com o novo surto de coronavírus, direccionando as suas sinceras condolências às famílias afectadas.

Inovador e desenvolvido com tecnologia herdada da F1, o Renault Clio E-TECH constitui um dos lançamentos do ano no automóvel preferido dos portugueses há 6 anos consecutivos. Uma versão híbrida que impressionará pela capacidade de regeneração da energia – permitirá que 80% do tempo nas deslocações urbanas seja realizado em modo 100% elétrico –, reduzidos consumos e prazer de condução, graças aos 140 cavalos de potência combinada do sistema híbrido e à revolucionária caixa de velocidades inteligente multimodo.

Com a proclamação do novo PEUGEOT 208 como ‘Carro do Ano 2020’ na Europa, a marca do Leão foi distinguida, pela sexta vez, com o mais prestigiado galardão automóvel no Velho Continente, troféu anualmente atribuído por um júri constituído por jornalistas especializados do setor automóvel.