user_mobilelogo

A Organização do 6.º Salão de Equipamentos, Serviços e Peças Auto atalha caminho e encurta distâncias para mais uma edição recordista do certame de referência do aftermarket automóvel no nosso País. Dois dos três pavilhões da EXPONOR previstos para receber o expoMECÂNICA 2019 têm já as plantas praticamente preenchidas na totalidade. E começa a ficar rarefeito o espaço da terceira nave. Nas boxes do evento está ainda a ser preparado o projeto que olhará para a Oficina do Futuro…

A Volkswagen está em profunda transformação. A marca está a acelerar o processo de desenvolvimento do seu ecossistema na área do software, através da plataforma We – que teve presença num stand próprio durante o recente Web Summit em Lisboa - com know-how próprio ou em conjunto com parceiros externos. O automóvel evoluirá para um hub central na Internet das Coisas”. Uma verdadeira cloud para ligar carros e clientes que beneficiarão de serviços como a partilha de automóveis.
O investimento da Volkswagen ronda os 3,5 mil milhões de euros até 2025 e será focado no desenvolvimento de empresas e produtos digitais, assentes na plataforma We, alojada numa cloud que permite ligar veículos e consumidores oferecendo serviços como o car-sharing ou a entrega de encomendas no carro. Parte desse investimento será canalizado para a finalização de um sistema operativo a introduzir nos modelos elétricos da Volkswagen a partir de 2020.

  • O Tarraco marca a entrada da SEAT no segmento dos grandes SUV, completando a gama ao juntar-se ao Arona e ao Ateca
  • O Tarraco denota elevados padrões de design, qualidade, equipamento, conetividade, segurança e de dinâmica, refrescando a oferta neste segmento
  • O grande SUV garante uma flexibilidade acrescida para os clientes, tanto na versão de cinco como de sete lugares
  • O SEAT Tarraco será introduzido no mercado no início de 2019 

A maior ofensiva de produto da SEAT atinge o auge com a introdução do novo modelo topo de gama da marca. O grande SUV trará maiores margens à empresa, aumentando o seu portfólio e competitividade, permitindo-lhe cobrir 80% da segmentação de veículos no mercado Europeu.

O Grupo Renault celebrou uma parceria de três anos com a start-up NEOLINE para desenvolver um serviço de transporte marítimo mais sustentável movido a energia eólica, contribuindo dessa forma para uma melhor gestão ambiental da sua cadeia logística, uma vez que, cerca de 60% das peças e automóveis do grupo são transportados por mar.

  • Acordo de parceria de três anos com a KTM Tech3
  • Elf apoia equipa de Miguel Oliveira na estreia em MotoGP

Nome incontornável na história do motociclismo ao mais alto nível desde 1973, a Elf, marca do grupo Total, reforça a presença no Mundial de MotoGP com o apoio à equipa KTM Tech3 onde milita o português Miguel Oliveira. Parceria com a equipa dirigida por Hervé Poncharal válida para três anos e extensível à formações de Moto2, com os logótipos da marca francesa nas motos de Oliveira e Hafizh Syahrin na classe maior, bem como nas de Marco Bezzecchi e Philipp Öttl na categoria intermédia. Aliança já patente nos primeiros testes de pré-temporada, em Valência, e que voltará a ser vista a 28 e 29 de novembro, em Jerez de La Frontera.

  • O júri europeu do “Carro do Ano” (“Car of the Year”) acaba de anunciar os 7 modelos escolhidos entre as 38 propostas inicialmente candidatas.
  • O Novo SUV Citroën C5 Aircross é um dos finalistas desta prestigiada competição.
  • O “Carro do Ano 2019” será anunciado no dia 4 de março, no âmbito do Salão Automóvel de Genebra.

Num processo que decorre anualmente, desde 1964, a Comissão Organizadora do “Car of the Year” dá a conhecer aquele que, para si, é o “Carro do Ano”. São atualmente 60 os jornalistas, oriundos de 23 países europeus, que participam nesta votação. Os modelos vencedores são avaliados com base em critérios tais como a relação qualidade/preço, design, conforto, segurança, tecnologias e performance ambiental.

A Bridgestone voltou a ser reconhecida com o Prémio Cinco Estrelas, um galardão baseado na satisfação dos consumidores. A categoria de “Marca de Pneus”, na qual a Bridgestone foi vencedora, competiram outras 7 marcas de relevo no mercado, numa avaliação que envolveu 1 149 consumidores portugueses. Este foi já o segundo ano em que se destacou face à concorrência, um resultado inédito no concurso nesta categoria.