user_mobilelogo
  • Há 30 anos, baseado no modelo produção, o protótipo Kadett Impuls I testou motorização elétrica para a cidade;
  • Sem compromissos: espaço da bagageira e carga útil praticamente iguais aos do modelo de série;
  • Aceleração de 0-50 km/h em dez segundos, velocidade máxima de 100 km/h;
  • Tecnologia de ponta em 1990: baterias de níquel-cádmio de 14,3 kWh.

Autonomia até 337 quilómetros no ciclo WLTP1. Aceleração de zero a 100 km/h em 8,1 segundos. Bateria de 50 kWh que pode receber até 80% da carga em apenas 30 minutos num posto de recarregamento rápido. O Opel Corsa-e adequa-se perfeitamente a uma utilização diária sem restrições, ou seja, é um automóvel elétrico para todos.

Algumas das criações mais disruptivas, extremas e radicais da história da indústria automóvel são obra da Renault. Entre outros exemplos, quem não se lembra dos famigerados 8 Gordini, do icónico Renault 5 Turbo, do exuberante Clio V6 ou, mais recentemente, do radical Mégane R.S. Trophy-R? Mas nenhum deles reuniu o exotismo do Spider. Um desportivo puro-e-duro que, há 25 anos, resultou da mente de um grupo de engenheiros apaixonados pela condução e pelo trabalho de “mãos”, já que a sua produção era praticamente artesanal.

  • O mês de junho confirmou a retoma da atividade comercial iniciada em maio e foi mesmo um mês de recordes.
  • Mais de 11,000 Renault ZOE foram encomendados, em junho, na Europa.
  • O Grupo Renault confirma que está na trajetória para atingir os objetivos relacionados com a norma C.A.F.E..

 
No mês de maio de 2020, com o regresso da atividade comercial na maioria dos países europeus, o Grupo Renault registou um aumento de vendas do elétrico ZOE de 56%, quando comparado com o mesmo mês de 2019.

  • “Vamos pôr Portugal a Andar” é o mote da nova campanha da marca portuguesa de pneus
  • Até 31 de julho, por cada dois pneus vendidos 1€ reverte para uma instituição social 

A Mabor, histórica marca de pneus portuguesa, atenta ao período difícil que o país está a atravessar, promove, entre 1 e 31 de julho, uma campanha solidária sob o mote “Vamos pôr Portugal a Andar”. 

  • Assente numa estratégia de eletrificação estabelecida logo no nascimento da Marca em 2015, a DS Automobiles já lidera o ranking das marcas premium multienergias com menores emissões de CO2 na Europa.
  • Impulsionada pelos modelos DS 3 CROSSBACK E-TENSE, proposta 100% elétrica, e pelo DS 7 CROSSBACK E-TENSE 4x4, híbrido plug-in de 300 cavalos de potência e tração às 4 rodas, a DS Automobiles registou uma emissão média inferior a 80 gramas de CO2 por quilómetro no final do primeiro semestre de 2020. 

A DS Automobiles está totalmente empenhada na transição energética. Graças à experiência adquirida na Fórmula E, sublinhada pelos títulos mundiais alcançados pela equipa DS TECHEETAH e por Jean-Éric Vergne, a gama E-TENSE é já a referência num mercado de veículos eletrificados premium particularmente ativo. A experiência obtida nas competições tem conduzido a Marca rumo a opções técnicas competitivas, em benefício dos clientes e da redução das emissões de CO2.

  • O Renault Master Z.E. é o furgão elétrico que dispõe da mais alargada oferta do mercado, com três tipos de versões: furgão, plancher-cabine e, a partir de agora, uma nova versão chassis-cabine.

A Hyundai enviou esta segunda-feira as primeiras 10 unidades do Hyundai XCIENT Fuel Cell, o primeiro camião do mundo para serviços pesados movido a hidrogénio a ser produzido em série, para a Suíça.