user_mobilelogo
  • A SEAT participa mais um ano no Smart City Live 2020, o encontro anual sobre o futuro e as tendências de mobilidade das cidades
  • A micromobilidade da SEAT chegará à Grécia graças ao projeto do Grupo Volkswagen para transformar a mobilidade da ilha grega Astypalea
  • Desde o seu lançamento em Barcelona há três meses, a app de motosharing da SEAT MÓ já registou mais de 30.000 downloads 

Martorell, 18/11/2020. A SEAT regressa mais um ano à Smart City Expo, o evento anual de análise das tendências futuras e de mobilidade das cidades, que este ano está a ser realizado 100% digitalmente. Lucas Casasnovas, diretor da SEAT MÓ, que se dedica ao desenvolvimento da estratégia de micromobilidade e dos serviços de mobilidade urbana, participou no evento.

Durante a sua intervenção, Lucas Casasnovas sublinhou que "a SEAT entende a mobilidade como um direito fundamental e sob essa convicção nasceu a SEAT MÓ. Analisar e compreender o comportamento e os hábitos dos cidadãos é essencial para oferecer soluções que se adaptem às suas necessidades."

Uma das mais recentes soluções que a SEAT MÓ lançou foi o seu serviço de motosharing em Barcelona, que conta atualmente com mais de 30.000 downloads na sua app. "Um cidadão passa, em média, cinco dias por ano em engarrafamentos e à procura de estacionamento. Barcelona é uma das cidades com mais motas da Europa e aí vimos a janela de oportunidade para desenvolver o nosso projeto de motosharing para permitir que os cidadãos cheguem ao seu destino mais rapidamente, sem ruídos e sem emissões", disse o diretor da SEAT MÓ. 

Mobilidade sustentável a pedido

Durante a sua intervenção, Lucas Casasnovas salientou ainda que não se deve falar apenas dos veículos, mas também das plataformas e dos hábitos de consumo. Desta forma, sublinhou que "estamos a caminhar para um modelo mais flexível, como o pay-per-use. É por isso que estamos a oferecer um modelo baseado na mobilidade a pedido para que os utilizadores possam escolher a opção que melhor se adequa às suas necessidades: compra, subscrição por semanas ou meses, ou mesmo por minutos."

Os grandes centros urbanos estão a adaptar-se para uma mobilidade mais eficiente e sustentável. Os engarrafamentos, a falta de lugares de estacionamento ou o aumento das zonas de baixas emissões em muitas cidades europeias são apenas alguns dos grandes desafios enfrentados pelos governos, públicos e cidadãos e fabricantes de automóveis. Uma série de desafios que exigem uma grande transformação no campo da mobilidade, especialmente acelerada na sequência da COVID-19.

Uma ilha inteligente e sustentável

Para fazer parte ativa desta transformação, a SEAT participará num projeto liderado pelo governo grego e pelo Grupo Volkswagen para transformar a ilha grega de Astypalea para a sustentabilidade e mobilidade elétrica. A SEAT fará parte deste projeto oferecendo as suas eScooters 100% elétricas de forma a promover a micromobilidade totalmente elétrica na ilha.

Lucas Casasnovas sublinhou que, no futuro, imagina as cidades "mais sustentáveis, mais eficientes, mais silenciosas e com mobilidade multimodal em que coexistem diferentes soluções e produtos, tanto privados como públicos. Esperamos que este projeto na Grécia sirva para lançar outros semelhantes em mais cidades. Esse é o nosso sonho: contribuir ativamente para a conceção de cidades e até ilhas descarbonizadas e zero emissões." 

O projeto, que terá início em 2021, consiste num plano de substituição dos transportes públicos atuais e privados por veículos elétricos, bem como construir as infraestruturas necessárias para tornar a mobilidade elétrica uma realidade na ilha e cuja energia é de origem renovável.

Smart City Expo: Evento anual de mobilidade urbana da SEAT

Em 2018 a SEAT apresentou na Smart City Expo o primeiro veículo da sua história que não era um carro, mas uma scooter 100% elétrica. Desde então, a empresa não perdeu o encontro anual sobre as tendências da mobilidade urbana. Na edição do ano passado, a empresa introduziu o seu primeiro conceito de moto elétrica e anunciou a criação de uma unidade de negócio especificamente dedicada ao desenvolvimento da estratégia de micromobilidade ao nível dos produtos e serviços, incluindo a plataforma tecnológica desenvolvida em conjunto com a SEAT:CODE.

A Seat MÓ conta já com duas scooters elétricas, o SEAT MÓ eKickscooter 25 e 65, bem como o SEAT MÓ eScooter 125 e o serviço de motosharing em Barcelona. 

A SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell (Barcelona) e vende veículos com as marcas SEAT e CUPRA, enquanto SEAT MÓ abrange produtos e soluções de mobilidade urbana, exportando 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. Em 2019, a SEAT vendeu 574.100 automóveis e alcançou um lucro após impostos de 346 milhões de euros e um volume de negócios recorde de mais de 11 mil milhões de euros.

A SEAT emprega mais de 15.000 profissionais e conta com três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Arona e o Leon. A empresa também produz o Ateca na República Checa, o Tarraco na Alemanha, o Alhambra em Portugal e o Mii electric, o primeiro veículo 100% elétrico da SEAT, na Eslováquia. A estas instalações juntam-se SEAT:CODE, o centro de desenvolvimento de software localizado em Barcelona. 

A SEAT irá investir 5 mil milhões de euros até 2025 em projetos de I&D para desenvolver veículos, especialmente para eletrificar a gama, em equipamento e instalações. A empresa pretende fazer da Martorell uma fábrica de impressão com zero emissões de carbono até 2050.

01 SEAT quer contribuir a projetar cidades zero emissões