user_mobilelogo

Menos um mês depois de ter suspendido a produção devido à crise epidémica do COVID-19, e num período em que utilizou as suas impressoras 3D para a produção de material para os hospitais da região, a fábrica Renault Cacia retoma, progressivamente, a atividade de produção.

De forma a proteger os seus trabalhadores, o Grupo Renault definiu regras muito estritas que definem as condições obrigatórias para a retoma das suas fábricas. Na Renault Cacia foram colocadas em prática todas as medidas de proteção necessárias para garantir a saúde e a segurança dos seus trabalhadores. Entre outras, foram tomadas as seguintes medidas:

                        - Auditoria prévia à fábrica realizada pelos serviços de saúde e de segurança, para garantir que estavam reunidas todas as condições de segurança para a retoma da atividade,

                        - Sessões de acolhimento e informação obrigatória de todo o pessoal,

                        - Adaptação dos transportes e dos locais (incluindo as zonas de trabalho) às regras de distanciamento entre pessoas,

                        - Uso obrigatório de máscaras para todos os trabalhadores

                        - Limpeza e desinfeção permanente de todos os locais

A retoma da atividade da Renault Cacia faz-se, também, no mais estrito respeito pelas diretivas sanitárias definidas pelas autoridades Portuguesas.

A esta data, cerca de um quarto dos efetivos da fábrica já se encontra em laboração.

A Renault Cacia tem a expetativa de aumentar, progressivamente, a atividade durante o mês de maio, de forma a ir de encontro à retoma de atividades das fábricas do Grupo que estão já em atividade ou que preparam também a retoma.

A Renault Cacia é uma fábrica chave para o Grupo Renault e, a partir do verão de 2020, irá produzir, em exclusivo, a caixa de velocidades JT 4, que equipará os principais modelos e as motorizações de maior difusão do Grupo Renault.

Está também a decorrer a implementação do projeto DB 35, que diz respeito à inovadora e revolucionária caixa de velocidades inteligente multimodo, que equipará a nova gama de híbridos, e híbridos plug-in, da Renault: Clio E-TECH, Captur E-TECH Plug-In e Mégane Sport Tourer E-TECH Plug In, modelos para os quais a Renault Cacia produzirá componentes.

A Renault Cacia é a segunda maior do setor automóvel, em Portugal, em número de colaboradores, num total de 1.165.

 DSC2157