user_mobilelogo
  • Ambas empresas começam, no Complexo Industrial de Tarragona, um desafio de digitalização pioneiro na área da refinação mundial
  • Google Cloud irá contribuir com a sua potência de computação, experiência em big data e o seu algoritmo de inteligência artificial.
  • Os objetivos desta parceria são: maximizar o rendimento e a eficiência de uma refinaria, uma das maiores e mais complexas instalações industriais.
  •  A iniciativa enquadra-se na aposta da Repsol na digitalização, inovação e tecnologia em todas as suas áreas de atividade.

Repsol e Google Cloud iniciaram um projeto que irá permitir otimizar a gestão de uma das maiores e mais complexas instalações industriais de refinação, através de big data e inteligência artificial.

A Diretora Geral da Downstream da Repsol, María Victoria Zingoni, e a Diretora Geral da Google em Espanha e Portugal, Fuencisla Clemares, participaram na reunião do início do projeto que demonstrou ser um desafio pioneiro na área de refinação mundial no Complexo Industrial de Tarragona, em Espanha.

Esta iniciativa utilizará tecnologia digital de última geração do Google Cloud e os objetivos passam por maximizar a eficiência, tanto no consumo energético como nos restantes recursos, e consequentemente, melhorar o rendimento no funcionamento integral da refinaria.

Para tal, o Google Cloud disponibilizará à Repsol a sua potência de computação, experiência da equipa no projeto e a ferramenta de machine learning Cloud ML Engine, que utilizará o algoritmo de inteligência artificial TensorFlow.

Até ao momento, as máximas funções integradas aconteceram através da digitalização de uma planta industrial que incluía 30 variáveis. Desta forma, percebemos que se trata de um desafio inédito a nível mundial, dado que esta é uma refinaria que gere 400 variáveis e exige uma capacidade de computação e controlo ingente de dados.

Repsol 36