user_mobilelogo
  • Apresentada no passado dia 17 de Maio, a “Proposta de Regulamentação do Parlamento e do Concelho Europeu” definiu normas de performance muito restritivas ao nível da emissão de CO2 para os mais recentes veículos pesados, identificando o Gás Natural Liquefeito como alternativa já existente ao Gasóleo.
  • O Gás Natural contribui para uma dramática redução das do número de partículas em suspensão e das emissões de NOx em relação aos limites definidos pela norma Euro VI, abrindo a porta ao biometano, um combustível totalmente renovável que pode reduzir as emissões de CO2, garantindo uma ponte para uma economia circular, baseada na geração de energia a partir de resíduos.
  • A IVECO é o único fabricante que já disponibiliza uma gama completa de modelos a gás natural, de veículos comerciais ligeiros a camiões pesados até às 50 toneladas de peso bruto, bem como autocarros e viaturas de transporte de passageiros.

Apresentada no passado dia 17 de Maio pela Comissão Europeia, a “Proposta de Regulamentação do Parlamento e do Concelho Europeu de definição da performance de emissões de CO2 para os mais recentes veículos pesados” e, entretanto, submetida ao Parlamento e do Concelho Europeu, aborda a contribuição do sector do transporte rodoviário para com os objectivos de redução dos gases de efeito de estufa entretanto definidos.

A proposta da Comissão contém objectivos extremamente ambiciosos, com reduções ao dobro da velocidade das que foram notavelmente alcançadas em anos anteriores. Para a sua obtenção, se se confirmarem esses limites, um importante contributo pode ser dado atravé de algumas inovações já hoje disponíveis. Uma delas é a utilização de Gás Natural Liquefeito (GNL), domínio em que IVECO tem sido pioneira nos últimos anos. E a Comissão reconhece-o.

De facto, a proposta identifica o GNL como “um combustível disponível alternativo ao diesel para veículos pesados. A implementação das actuais e das próximas tecnologias, mais inovadoras, baseadas no GNL, irá contribuir para alcançar os objectivos de emissões de CO2 a curto e a médio prazo, pois a utilização das tecnologias de GNL leva a emissões de CO2 mais baixas em comparação com os veículos diesel […] Além disso, as actuais tecnologias de GNL garantem um baixo nível de emissões poluentes da atmosfera, tais como NOx e partículas. Também já está disponível uma infra-estrutura mínima suficiente de postos de abastecimento, cujo desenvolvimento está em curso, fruto de quadros de políticas nacionais no âmbito das infra-estruturas para combustíveis alternativos.”

Pierre Lahutte, Presidente da Marca IVECO, declarou: “A proposta da Comissão Europeia apoia uma estratégia a longo prazo para transportes sustentáveis, na qual se insere as inovações da IVECO como pioneira na utilização de GNL em veículos pesados. O vasto número de veículos IVECO propulsionados a gás natural em circulação nas estradas de toda a Europa, demonstra claramente que este combustível constitui uma alternativa viável ao diesel em termos de operacionalidade e rentabilidade, garantido simultaneamente uma excepcional performance ambiental, e pode contribuir para alcançar estes objectivos extremamente ambiciosos.”

As reduções de NOx e CO2 alcançadas pelos camiões IVECO a gás natural foram recentemente demonstradas no projecto “Equilibre”, iniciativa dos transportadores franceses para a medição das emissões dos camiões em condições reais de operação. Estes testes, onde, entre outros, estiveram envolvidos camiões Stralis NP de 44 toneladas, demonstraram uma redução do NOx entre 40 e 64%, comparado com o Diesel, e até menos 20% de CO2. Com a utilização de biometano produzido a partir de resíduos orgânicos, as diferenças podem chegar a 80% e a 95% com a utilização de resíduos agrícolas. Este resultado reforça a forma como o biometano abre portas a uma economia circular, baseada na produção de energia a partir de resíduos, apoiando, em simultâneo, a independência energética da Europa e o aumento dos rendimentos dos agricultores.

A proposta apresentada a 17 de Maio é a mais recente de uma série de eventos que reconheceram a visão a longo prazo da IVECO no âmbito dos transportes sustentáveis. Mais recentemente, França dirigiu-se à Conferencia de Alto Nível da Comissão Europeia sobre o Financiamento do Crescimento Sustentável, apelando à conversão das frotas de veículos para gás. A Alemanha alargou as reduções fiscais sobre o gás natural até 2026, dando sinais de actividades concertadas destinada a implementar importantes mudança no sector, e o seu Ministério dos Transportes e Infra-estrutras Digitais (BMVI), através do estudo “Iniciativas para transportes rodoviários amigos do ambiente”, identificou o Gás Natural Liquefeito (GNL) como a única alternativa ao diesel actualmente disponível no mercado, pelo menos até que os sistemas de células de combustível a hidrogénio comecem a ser comercializados. Em Itália, A Estratégia Nacional de Energia coloca o desenvolvimento do GNL como um pilar dos transportes sustentáveis, implementando medidas para aumentar a circulação de veículos a biometano.

A transição energética no sector dos transportes está já em marcha e a IVECO encontra-se na vanguarda da indústria graças à sua inovadora tecnologia Natural Power. Mais especificamente, está na liderança no que respeita à sustentabilidade dos transportes de longo curso com o seu modelo Stralis NP460, galardoado “Camião de Baixas Emissões de Carbono do Ano” (“Low Carbon Truck of the Year”) no Reino Unido. É o primeiro camião a gás natural especificamente desenvolvido para operações de longo curso, graças à sua combinação única Pure Power (460 cv), economia de combustível (-15% face ao diesel) e autonomia (1.600 km). Também é uma referência em termos de ruído de funcionamento, emitindo apenas 71 dBA. É a única gama completa de camiões pesados a gás natural dotada da mais recente geração de transmissão automatizada com funções de condução preditivas, capaz de executar as mais exigentes missões de longo curso em serviços de construção, oferecendo aos operadores de transportes enormes vantagens em termos de logística sustentável.

IVECO – Uma oferta completa de veículos a gás natural

A gama Natural Power da IVECO Natural Power é o resultado da estratégia de desenvolvimento de produto da marca, o qual tem por objectivo proporcionar aos seus clientes veículos que lhe permitem ser mais sustentáveis, tanto para o ambiente como para os seus resultados finais, garantindo, ao mesmo tempo, o melhor ambiente de trabalho aos seus motoristas. Estes veículos garantem aos clientes poder trabalhar durante os picos de poluição, acesso permanente aos centros urbanos, no presente e no futuro, quando muitas capitais europeias aplicarem leis de proibição ao diesel.

A IVECO é o único construtor a oferecer uma gama completa de modelos a gás natural, desde veículos comerciais ligeiros a camiões pesados até 50 toneladas de peso bruto combinado (PBC), bem como autocarros. O seu incansável foco na inovação e nas novas tecnologias colocaram a marca na liderança do mercado europeu de veículos movidos a combustíveis alternativos, com a maior quota de mercado.

Actualmente é superior a 25.000 veículos IVECO o parque circulante com tracção alternativa, nos quais se incluem 6.000 unidades em serviço de transporte público e mais de 6.000 camiões pesados acima das 18 toneladas PBC.

Para informações adicionais:

“Proposal for a Regulation of the European Parliament and of the Council setting CO2 emission performance standards for new heavy-duty vehicles”:

http://eur-lex.europa.eu/resource.html?uri=cellar:f38df734-59da-11e8-ab41-01aa75ed71a1.0001.02/DOC_1&format=PDF

IVECO Stralis NP 460