user_mobilelogo
  • Fator-chave na inovação
  • Situado nas instalações da SEAT em Martorell, é já uma referência do setor ao reunir as fases de desenvolvimento e de industrialização dos veículos
  • Com cerca de 300 profissionais qualificados numa área de 19.000 m2, o construtor investiu neste polo 430 milhões de euros ao longo de 10 anos
  • A SEAT recorre à realidade virtual há mais de uma década

O Centro de Desenvolvimento de Protótipos da SEAT (CPD) completa este ano o seu décimo aniversário, celebrado num encontro entre todos os profissionais que o integram. É um centro pioneiro, único em Espanha, e no seu tempo o primeiro do Grupo Volkswagen com estas características em todo o mundo. O CPD, situado no centro da fábrica de Martorell, é o ponto de união entre a I+D e a Produção, e é onde o construtor junta as fases de desenvolvimento e de industrialização dos seus veículos e durante as quais a virtualidade se converte em realidade. Desde a sua inauguração, em 2007, foram investidos 430 milhões de euros no lançamento dos novos modelos da SEAT, contando com instalações modernas implantadas numa área com 19.000 metros quadrados e empregando cerca de 300 engenheiros e técnicos especializados.

Uma das principais missões do Centro de Desenvolvimento de Protótipos é o da redução dos prazos de lançamento de novos modelos e o impulso da eficiência nos processos de gestão de recursos. É exemplo disso o uso da realidade virtual nas primeiras fases de desenvolvimento dos veículos, que reduziu em até 30% a utilização de protótipos físicos.

Neste sentido, o Vice-presidente de Produção da SEAT, Andreas Tostmann, adianta que “o Centro de Desenvolvimento de Protótipos tem instalações avançadas para o tempo e é uma clara prova do compromisso da SEAT com a Indústria 4.0. Trabalhamos com realidade virtual há mais de uma década, aplicando-a no desenvolvimento de protótipos e dos processos de fabrico”. Andreas Tostmann acrescenta ainda que “o CPD está orientado para os processos de fabrico, promovendo a implicação e a participação de pessoas de áreas muito diversas da empresa. Simultaneamente, é também a chave para a introdução de melhorias, o que permite otimizar os novos projetos antes mesmo do início do fabrico e reduzir os custos e o tempo necessário à construção dos protótipos”.

Centro de alto rendimento

Ao longo dos últimos 10 anos, o CPD produziu 150 modelos para melhorar a visibilidade do desenho, 2.000 protótipos de teste e 4.000 automóveis para otimização do produto e do seu processo. Simultaneamente, foram efetuadas melhorias em 12.000 pontos, prosseguindo para um nível de alta qualidade. O CPD inicia a sua ação desde as primeiras fases de um novo projeto. Três anos antes da produção em série são produzidos os primeiros protótipos para testes e pré-série, e isso é concretizado através da realidade virtual e com a simulação dos processos de construção em série.

Até ao momento, os protótipos e pré-série desenvolvidos nestas instalações de alto rendimento incluem duas gerações do Ibiza, o Leon, o Toledo, o Mii, o Alhambra e, mais recentemente, o Ateca e o Arona. Com o mesmo objetivo, também passaram pelo centro modelos como o Audi Q3 e o A1. O CPD trabalha atualmente na preparação de seis novos projetos que chegarão futuramente ao mercado.

Constante visão de futuro

O CPD promove a inovação em linha com a aposta da SEAT na digitalização da indústria. Um bom exemplo disso é o do fabrico aditivo, um novo método de produção no qual o material é depositado camada a camada de forma precisa. A implementação desta tecnologia permite reduzir os processos intermédios e obter as peças de forma 75% mais rápida. Para além disto, o centro trabalha em projetos de futuro, como o da potencialização da realidade virtual no desenho de protótipos.

SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades.

O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.

A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

SEAT CPD 10a