user_mobilelogo

Foi na quinta posição da classificação final que Miguel Oliveira terminou hoje a 12ª prova do campeonato do mundo MotoGP 2020. A prova realizou-se no Circuito Ricardo Tormo, às portas da cidade espanhola de Valência, e depois de arrancar na sétima posição o piloto de Almada reeditou a sua segunda melhor posição do ano tal como tinha feito na segunda corrida no Misano World Circuit.

Por força de uma penalização imposta a um dos seus adversários o embaixador da Hyundai Portugal arrancou para as 27 voltas de corrida na sétima posição e com a mesma solução de escolha de pneus que os restantes pilotos da KTM em pista - composto duro na roda dianteira e médio na traseira - conseguindo rapidamente subir ao quarto posto onde se manteve até à 15ª volta.

Ultrapassado ainda manteve a discussão pela posição 'acesa' até perto do final, quando maiores dificuldades de tracção o levaram a optar por assegurar mais um excelente resultado no campeonato, naquela que foi a sua primeira corrida de MotoGP em Valência.

'Estou feliz com esta corrida. Estávamos um pouco assustados porque não sabíamos o que iríamos encontrar, mas penso que a estratégia que delineámos no 'warm-up' nos deu dividendos na corrida. Conseguimos ter um bom equilíbrio na moto e uma boa afinação, mas infelizmente não consegui manter o ritmo nas sete, oito voltas finais. Comecei a debater-me com muitas dificuldades em conseguir uma boa transferência de pesos para 'carregar' sobre o pneu dianteiro e traseiro. Depois de dois momentos em que quase caí decidi abrandar e trazer a moto de volta à boxe, conseguindo uma boa corrida e um decente lote de pontos para a equipa.'

Com esta quinto posto Miguel Oliveira reforçou o décimo lugar do campeonato, aproximando-se igualmente do nono classificado, posição que irá tentar alcançar já no próximo fim‑de‑semana quando novamente no Ricardo Tormo se realizar a penúltima prova do ano.

gp da europa fecha com brilhante quinto posto