user_mobilelogo
Ni Amorim, presidente da FPAK, acompanhou bem de perto a competição rainha de Karting da FIA que este fim-de-semana teve lugar no Kartódromo Internacional do Algarve e aproveitou para ter igualmente reuniões importantes, sobretudo com Felipe Massa, presidente da Comissão Internacional de Karting da FIA (CIK-FIA).
“Há 19 anos que não tínhamos um Campeonato do Mundo de Karting FIA em Portugal e foi, naturalmente, com enorme orgulho que voltamos a recebê-lo novamente. Lembro-me do último que acolhemos, em 2001, no Kartódromo Internacional de Braga. Passados estes anos, comparativamente com o Mundial de Braga, constatei que há uma evolução enorme. Algumas equipas já estavam há 20 dias em Portimão a preparar a prova, só para citar um exemplo, sendo revelador do grande profissionalismo que existe neste momento no Karting e das exigências que se impõem para quem quer fazer uma carreira internacional. Por isso mesmo, para além de ter ficado impressionado com corridas espetaculares, sobretudo as Finais, mesmo chovendo copiosamente, este Campeonato do Mundo foi importante para termos algumas reuniões, sobretudo com o Felipe Massa, que é da opinião de que temos de ter categorias internacionais em Portugal, para que depois os nossos pilotos possam ter bons resultados em competições deste género e evoluir para outros patamares. Como o Eng. João Rito, Diretor da FPAK para o karting, estava muito absorvido com toda a organização da prova, o Francisco Mora, também membro da Direção da FPAK, acompanhou-me nestas reuniões –, vou agora transmitir ao Eng. Rito todas as ideias que troquei com o Felipe Massa e ver o que podemos fazer para evoluir. Sabendo, naturalmente, que tudo tem de ser ponderado e que, se for possível fazer mudanças, elas terão de ser feitas nos momentos certos. Foi pena os pilotos portugueses não terem conseguido a qualificação para as Finais, mas sabíamos que era muito difícil, pois as ‘armas’ face à concorrência eram desiguais. Por isso mesmo, vamos ver o que podemos fazer para evoluir as competições nacionais, para assim lhes permitirmos as mesmas condições que os outros pilotos têm nos grandes eventos internacionais”, sublinhou Ni Amorim.
“Por outro lado, quer o promotor do Campeonato do Mundo de Karting quer a FIA ficaram muito contentes com toda a organização da prova e as excelentes condições do Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, o que é igualmente importante para no futuro Portugal voltar a receber provas desta natureza”.
123919312 3491189954251826 1588753475756914842 o