user_mobilelogo

O piloto das Caldas da Rainha, Luís Almeida, representante dos kartcross LBS RX01 não está em isolamento social.

Responsável pelo departamento de manutenção da Transwhite, empresa de transportes internacionais, liderada por José Mota, também piloto de kartcross. Luís Almeida e a sua equipa, não tem nesta época que atravessamos “mãos a medir”. Com uma frota de duas centenas de camiões, muitos dos quais frigoríficos para transportes de alimentos, têm feito todos os esforços para que nada falte à população.

“Temos que garantir que a frota está nas melhores condições e que continua a trabalhar, só desta forma podemos, todos nós, garantir que nada falta aos portugueses”, começou por referir Luís Almeida. Para além disso, “a responsabilidade de toda a frota é minha, não poderia nesta fase em que o País está um caos, ficar em casa. Agradeço a toda a equipa, que trabalha comigo, o esforço e dedicação. O País precisa de nós”, concluiu.

De facto, à semelhança de muitos por este país fora, existem pessoas que continuam a trabalhar e a garantir que nada nos falta.

Quanto às corridas, Luís Almeida, fez o balanço da prova de Sever do Vouga. “Após os treinos cronometrados vi que tinha armas para lutar. O terceiro lugar nos treinos assim o afirmava. As mangas também correram bem”. Almeida continuou, “O terceiro lugar para a final não foi o melhor lugar, arranquei por fora e as condições da pista não ajudaram. Foi uma prova difícil”, referiu o piloto das caldas da Rainha.

Quanto aos objetivos para este Campeonato, Luís só pretende fazer o melhor possivel, sempre na luta pelo pódio. E claro, divertir-se. Como representante dos chassis La Base Motor, sonha com uma divisão para os mais jovens, para que possam sair do Karting diretamente para o Kartcross.

Para concluir, o piloto fala do sonho para a época 2020. “Que comece depressa, pois isso significa que esta pandemia está ultrapassada. Para o bem de todos nós. Esse é um sonho que todos partilhamos. O meu era ter uma prova com um pódio só de RX01, já temos um leque de excelentes pilotos e outros demonstraram interesse em testar os kartcross. Testes que irão acontecer após ultrapassada esta epidemia”.

Almeida termina: “Aproveito para agradecer a todos os meus patrocinadores. Eu e a minha equipa estamos ansiosos para voltar às pistas. Entretanto, peço a todos que se mantenham seguros e se poderem fiquem em casa!”

la 04 1