user_mobilelogo

Fernando Barreiros que na Baja Portalegre 500 se sagrou vencedor da Taça Ibérica de Todo-o-Terreno na categoria T2 confirmou a sua participação no Africa Eco Race 2020, uma das maiores e mais exigentes competições da modalidade e que disputa o mítico percurso do norte de África terminando no Lac Rose, em Dakar. A prova que vai para a 12ª edição e que é liderada por Jean Louis Schlesser e delineada por René Metge, arranca do Mónaco e disputa-se de 5 a 19 de janeiro.

O piloto que regressou este ano às competições depois de quase vinte anos de ausência dando início a um novo projeto desportivo que culminou com o título Ibérico dá agora um passo à frente e avança para um novo desafio desportivo que não é mais do que um sonho adiado que encontra agora condições para se concretizar.

Fernando Barreiros será navegado nesta aventura africana pelo experiente Nuno Barreiros que tal como ele regressou passados longos anos à competição. Ambos irão partilhar a Isuzu D-Max com a qual conquistaram o título ibérico que está a ser preparada para enfrentar 12 dias da mais pura competição, maioritariamente em deserto. Um terreno que não sendo desconhecido para a equipa nunca foi percorrido numa máquina da Categoria T2, ou seja, muito próxima das suas características originais.

“A conquista do título lançou-nos para novos desafios e também nos abriu algumas portas. Foi um esforço grande, mas atingimos o objetivo. Sempre quisemos fazer o Africa Eco Race, mas só agora conseguimos reunir as condições necessárias para disputar esta prova que é um marco em termos de corridas internacionais de todo-o-terreno em África. Temos vindo a preparar-nos da melhor forma possível com treino físico de modo a poder enfrentar as inúmeras dificuldades que nos esperam, mas estamos muito motivados e expectantes, não só pelo carácter de novidade da situação, mas também pelas características muito peculiares que esta reúne. É uma competição dura e exigente que queremos cumprir na integra e a nossa meta será chegar a Dakar no dia 19 de janeiro”, salienta Fernando Barreiros.

O Africa Eco Race arranca no dia 5 de janeiro e será dividida em 12 etapas, sendo que 5 vão percorrer as pistas de Marrocos, 6 terão lugar na Mauritânia e 1 no Senegal. Serão mais de 4000 km disputados ao cronómetro numa grande variedade de percursos essencialmente de areia e dunas e com uma das etapas em loop. O dia de descanso será realizado em Dakhla, sendo que a final decorrerá no Lago Rosa onde será realizada também a entrega de prémios.

Mais informações sobre o Africa Eco Race em: https://www.africarace.com/en

Fernando e Nuno Barreiros na Baja Aragón 2019