user_mobilelogo

Uma vez mais Domingos Fernandes ao volante do seu inconfundível Autobianchi A 112, esteve em grande plano na Rampa de Murça, na sexta jornada do Campeonato Portugal Montanha JC Group 2019, numa organização do Cami Motorsport.

Logo na subida da warmup 1, o piloto de Armamar assinou logo um crono de 3.19.682 à média de  75,42 km/h, sendo o segundo na Taça de Portugal Clássicos de Montanha e 34º na classificação geral.Já na primeira subida oficial de treinos , acabaria por conseguir melhorar o seu tempo de forma substancial com 3.19.260 à média de 75,88 km/h, sendo de novo o segundo classificado na Taça de Portugal Clássicos de Montanha, e 33ª na classificação geral.

Logo de seguida na segunda subida oficial de treinos, Domingos Fernandes  volta a melhorar, obtendo um crono de 3.18.305 à média de 76,24 km/h, e 30º na classificação geral.A tarde  já ia longa,e na primeira subida oficial de prova, agora “ já a valer”, Domingos Fernandes  acaba por cilindrar “ os tempos anteriormente  feitos com 3.15.221 à média de 77,45 km/h, e primeiro na Taça  de Portugal Clássicos de Montanha, e 32ª na classificação geral.

Apos uma noite de descanso para as máquinas e respectivos pilotos, no domingo pela manhã, na warmup 2, tendo feito um tempo de  3.16.064 à média de de 77,11 km/h, sendo o primeiro classificado na Taça de Portugal Clássicos de Montanha,e 27º na classificação geral.Na derradeira subida de treinos, Domingos Fernandes  acabaria por não conseguir melhorar, fazendo 3.16.284 à média de 77,03 km/h, sendo o segundo classificado na Taça Portugal de Montanha, e de novo o 32º na classificação geral.

Faltando apenas duas subidas oficiais ,  Domingos Fernandes faria um crono de 3.13.107 à média de  78,29 km/h, e 3.12.744 à média de 78,44 km/h, sendo o segundo classificado na Taça Portugal Montanha e 32º na classificação geral.

Após ter subido ao pódio e estar já na posse dos prémios, Domingos Fernandes falou-como foi o fim de semana  na cidade transmontana de Murça, dizendo “ correu muito bem, sem problemas, o carro esteve impecável, e tentei melhorar sempre os tempos feitos em cada subida efectuada.Para além da componente social, que no meu ponto de vista é também muito importante, foi um bom fim de semana “.

CLASSIFICAÇÃO TAÇA PORTUGAL CLÁSSICOS MONTANHA

1º José Pedro Figueiredo – Datsun 1200

2º DOMINGOS FERNANDES – AUTOBIANCHI A 112

DSC 4895