user_mobilelogo
Não foi um desfecho feliz para António Félix da Costa, que terminou na 6ª posição final na corrida do Mónaco da Fórmula E, que significariam oito valiosos pontos para o campeonato, mas viria posteriormente a ser excluído da prova devido a utilização indevida de energia durante a corrida desta tarde. 
Se na qualificação voltou a ser bem notório a diferença de performance do grupo 1 para os restantes grupos, com Félix da Costa a ser o mais rápido deste grupo 1 (onde constam os cinco primeiros do campeonato), tempo que no computo dos quatro grupos daria apenas o 9º lugar da grelha ao piloto luso. Apesar disso AFC entrou em pista como sempre ao ataque e de imediato iniciou uma boa recuperação, ultrapassando vários adversários, até ao 6º lugar final. Entre lutas e batalhas acabaria por suceder uma situação inglória para AFC, que na última volta viu acionado o modo de potência de 225kw (limite legal são 200kw). Com esta situação, apesar de não ter ganho qualquer vantagem pois a corrida estava já definida, o piloto da BMW seria excluído da prova, perdendo oito importantes pontos no campeonato. No final AFC afirmava que "é um pouco dececionante perder estes pontos assim. Não foi sequer um erro, foi um botão acionado a 300 metros da meta, que em nada alterou o resultado. Já aconteceu com vários pilotos e muitas vezes sem qualquer penalização, mas os comissários decidiram assim. Há que aceitar, regras são regras, é apenas frustrante que não sejam sempre aplicadas do mesmo modo a todos. De qualquer forma saio daqui do Mónaco em 4º do campeonato e mantenho-me na luta do campeonato. Não vou baixar os braços e vamos para a próxima corrida com vontade de vingar este mau dia." 
 
No meio deste "circo" a vitória na corrida do Mónaco acabou por sorrir a Jean Eric Vergne, seguido de Oliver Rowland com Felipe Massa em 3º a obter o seu primeiro pódio na Fórmula E. No campeonato Vergne passa a liderar com 87 pontos, seguido de Andre Lotterer com 86 e Robin Frjns com 81. Félix da Costa é agora 4º na tabela de pontos com 70, portanto tudo em aberto nesta ponta final de temporada da Fórmula E, com Portugal bem representado na luta do titulo de uma das mais importantes categorias do automobilismo mundial. A próxima prova da Fórmula E tem lugar em Berlim no dia 25 de Maio. 

Campeonato Formula E após nove corridas 2018/2019:
1. Jean Eric Vergne - 87 pontos
2. Andre Lotterer - 86 pontos
3. Robin Frijns - 81 pontos
4. António Félix da Costa - 70 pontos
5. Lucas di Grassi - 70 pontos
6. Mitch Evans - 69 pontos
7. Jerome D´Ambrosio - 65 pontos
8. Oliver Rowland - 59 pontos
9. Daniel Abt - 59 pontos
10. Sam Bird - 54 pontos
 
AFC Monaco