user_mobilelogo

Tendo feito uma vez mais equipa com Álvaro Rodriguez , António Torres da Silva consegui levar até ao final o seu Porsche 911, preparado na Garagem Aurora.

Segundo o piloto do Porto “ saldo positivo, mas poderia ter corrido melhor, pois com a entrada do safety car que esteve em pista cerca de quarenta minutos, o meu Porsche 911 sofreu bastante com a temperatura.Depois para ajudar ainda mais, o tirante do acelerador ficou preso às cinco mil rotações, numa altura em que estávamos classificados na primeira posição em termos de categoria.Contudo, com todos estes problemas, acabamos por cair para terceiro em termos de categoria H 1965 GDS, o que foi uma pena. Estávamos a fazer uma boa corrida, e com todos estes contratempos técnicos, não nos deu a possibilidade de defender a liderança, mas a verdade é que as corridas tem destes imponderáveis “.

PLANOS PARA 2019

Sobre a próxima época, António Torres da Silva adiantou-nos “ ainda é cedo, mas em caso de venda do  Porsche 911, poderei por em prática um outro projeto para os provas do Historic Endurance , com um carro de outra categoria , carro esse que já adquiri , tudo depende também dos apoios que consiga arranjar , apenas posso adiantar que penso ser um projecto que iria despertar algum revivalismo  . No Campeonato Portugal de Montanha,  irei alinhar em 2019 ao volante do BMW que até agora tem sido pilotado pelo Carlos Oliveira . No próximo Ano já terei uma responsabilidade acrescida , pois já terei a obrigação de andar lá na frente . 

46482450 10210577383629789 5034272313151848448 n