user_mobilelogo

A temporada 2018 do Campeonato da China de Carros de Turismo (CTCC) prosseguiu este fim-de-semana no circuito citadino de Wuhan. Rodolfo Ávila demonstrou a sua rapidez e só uma colisão provocada por um adversário na primeira corrida colocou um travão numa performance de alto nível do piloto oficial da SAIC Volkswagen. 

Depois de ter conquistado a pole-position nas duas provas anteriores, em Xangai Tianma e Ningbo, Ávila voltou a segurar um lugar na primeira linha da grelha de partida, tendo apenas sido superado na qualificação que determinou a ordem de partida para a corrida de sábado pelo tri-campeão do Campeonato Britânico de Carros de Turismo (BTCC), o inglês Colin Turkington. 
 
Contudo, na tarde de sábado, no momento do arranque, o VW Lamando nº9 acabou por comprometer mais uma vez o trabalho do português na qualificação que ao perder posições nos primeiros metros da corrida viu-se à mercê do aguerrido pelotão, tendo sido colocado de fora ainda no início da corrida após dois toques sem piedade de adversários directos.
 
 “Tanto eu, como o Colin, tivemos problemas no arranque e fomos ultrapassados pelos carros que partiram atrás de nós. Depois um KIA tocou-me logo na primeira volta. Como já não bastasse, na segunda volta, outro KIA acertou-me na traseira e ambos fomos obrigados a desistir. O piloto pediu-me desculpa, mas o mal já estava feito e fiquei desiludido por terminar assim uma corrida em que sabia que tinha andamento para terminar nos lugares do pódio”, explicou o vice-campeão do CTCC de 2017.
 
Para a segunda corrida do fim-de-semana, Ávila largou da 15ª posição da grelha de partida e, a exemplo do que tem acontecido por diversas vezes esta temporada, fez uma corrida de trás para a frente. Sobrevivendo às agressivas lutas do meio do pelotão, o piloto português da RAEM aproveitou todas as oportunidades para subir lugares acabando por ver a bandeira de xadrez na sexta posição.

“Consegui passar vários adversários logo na primeira volta, aproveitei alguns toques entre pilotos para ganhar posições. Podia ter arriscado mais no final da corrida e talvez acabar em quinto, mas não quis arriscar mais e não acabar a corrida. A prioridade da equipa não é a classificação de pilotos, mas sim a classificação de construtores, portanto, depois do que aconteceu ontem, terminar esta corrida era o mais importante para mim hoje”, concluiu Ávila que ocupa a quinta posição no Campeonato de Pilotos.

Quando ainda faltam disputar dois eventos até ao final da temporada, o CTCC regressa no fim-de-semana de 27 e 28 de Outubro, com mais uma jornada dupla no Circuito de Xangai Tianma.

unnamed