user_mobilelogo

Após a ausência na Rampa da Senhora da Graça por motivos familiares, eis que Domingos Fernandes alinhou na ultima jornada do Campeonato Portugal Montanha JC Group 2018, onde uma vez  mais esteve em excelente plano, tendo alcançado o titulo de campeão na Taça de Portugal de Clássicos de Montanha até 1300.

A verdade é que o piloto de Armamar, começou logo por fazer na subida da warm-up, um tempo de 4.12.775, correspondente ao 26º melhor tempo na classificação geral, o segundo na Taça Portugal Clássicos de Montanha e o primeiro na Taça Portugal Clássicos de Montanha até 1300c.c. Na primeira subida de treinos, Domingos Fernandes acabaria por conseguir melhorar um pouco o seu tempo tendo alcançado um crono de  4.10.954, sendo o 23º melhor tempo à geral, segundo na Taça de Portugal de Clássicos de Montanha e o primeiro na Taça Portugal  Clássicos de Montanha até 1300 c.c.

Se até esta altura, estava a melhorar na sua segunda subida de treinos, volta a bater o tempo anterior com  4.09.173, correspondendo ao 25º melhor tempo à geral, segundo na Taça Portugal Clássicos de Montanha, e o primeiro na Taça Portugal Clássicos Montanha até 1300 c.c.

Para a primeira subida oficial  de prova, Domingos Fernandes faria ainda melhor com um “tempo canhão” de  4.04.401, sendo o 29º melhor tempo à geral, e de novo o segundo na Taça Portugal Clássicos de Montanha e o primeiro na Taça de Portugal Clássicos de Montanha até 1300 c.c.

Depois duma noite de descanso, com um tempo quente, Domingos Fernandes faz logo a warm-up de domingo, onde acabou por piorar um pouco os seus tempos anteriores, percorrendo toda a extensão da rampa de Boticas em 4.07.044, sendo o 24º mais rápido na classificação geral, o primeiro na Taça Portugal Clássicos de Montanha e de novo o primeiro na Taça Portugal Clássicos de Montanha até 1300.

Mas o melhor estava para vir, pois na segunda subida de prova, Domingos Fernandes, carregou mesmo no acelerador do Autobianchi A 112, e acaba por pulverizar os tempos anteriores com 3.59.250, sendo o 2º na Taça de Portugal Clássicos de Montanha e primeiro na Taça Portugal Clássicos de Montanha até 1300 cc. Para a derradeira subida, Domingos Fernandes levantou um pouco o pé, e acabaria por percorrer toda a rampa de Boticas em 4.03.749, sendo o segundo na Raça Portugal Clássicos de Montanha e primeiro na Taça Portugal Clássico Montanha até 1300 c c.

CLASSIFICAÇÃO TAÇA PORTUGAL CLÁSSICOS DE MONTANHA

1º José Figueiredo – Datsun 1200

2º DOMINGOS FERNANDES – AUTOBIANCHI A 112

Foto de Dario Teles Photos

A25