user_mobilelogo

Terminou a meio da tarde de hoje na Marinha Grande a edição de 2018 do Rali Vidreiro, prova do Campeonato de Portugal de Ralis e que para a equipa Citroën Vodafone Team Team terminou com o quarto lugar final, a escassos 21 segundos do pódio. Apesar de uma exibição positiva que o manteve sempre entre os cinco mais rápidos, José Pedro Fontes não conseguiu alcançar os objectivos, num rali e que ao longo dos últimos anos esteve sempre em plano de evidência.

Uma série de contratempos fizeram com que José Pedro Fontes e Paulo Babo terminassem esta quinta prova da temporada – a primeira da época em asfalto – na posição possível e não naquela que ambicionava e agora a dupla do Citroën Vodafone Team já está a pensar na sexta jornada, no Rali de Castelo Branco, que se realizará nos dias 30 de junho e 1 de julho.

Problemas eléctricos praticamente desde o início do rali levado a cabo pela Clube Automóvel da Marinha Grande condicionaram as aspirações de José Pedro Fontes nesta edição de uma prova que venceu em 2010, 2014 e 2016. Aos comandos do Citroën DS3 R5, um pião na segunda prova especial de classificação, ditou algum atraso para a concorrência, mas que era perfeitamente recuperável nas classificativas seguintes. Contudo, o Rali Vidreiro de 2018 viria a confirmar-se, em definitivo logo pela manhã de hoje, pleno de adversidades para a formação nortenha.

“Pelas indicações que tínhamos pensávamos que ia chover. Optámos por pneus de chuva, mas o piso acabou por estar seco, pelo que a partir daí não existia muito a fazer que não fosse minimizar o prejuízo e terminar o rali. Não alcançamos o resultado que queríamos, mas já estamos a pensar no Rali de Castelo”, referiu José Pedro Fontes. O piloto do Citroën Vodafone Team quis ainda deixar uma mensagem para Carlos Vieira que não evitou um acidente logo na abertura desta quinta prova do Campeonato de Ralis de Portugal: “Todavia neste fim-de-semana mais importante que qualquer resultado desportivo é a recuperação de que o Carlos Vieira e um rápido regresso a este desporto pelo qual é tão apaixonado”.

Classificação

1.º Team Hyundai Portugal/Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai I20 R5), 1:03:24.80.

2.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5), a 27s

3.º Pedro Meireles/Mário Castro (Skoda Fabia R5), a 1m22,90

4.º Citroën Vodafone Team/Paulo Babo (Citroën DS3 R5), a 1,43,20s

5.º Adruzilo Lopes/Jorge Henriques (Porsche 997 GT3), a 2m45,30s

ZPFVID2