user_mobilelogo
A Fórmula E regressa este fim-de-semana à ação em Paris, para a 8ª corrida da temporada 2017/2018 da competição Mundial de monolugares 100% elétricos. António Félix da Costa quer voltar aos pontos, depois de duas jornadas complicadas no Uruguay e em Roma.
O circuito citadino de Paris trata-se de um dos traçados mais carismáticos do calendário da Fórmula E, bem no coração da cidade, na zona do complexo dos Inválidos. O traçado conta com 1,93 km de perímetro e é composto por 14 curvas, contornando o Museu das Armas e a Catedral de Saint-Louis des Invalides, onde está a túmulo de Napoleão Bonaparte. O pit-lane estende-se até a entrada da Esplanada dos Inválidos.
 
Para Félix da Costa, que apesar das dificuldades da sua equipa MS&AD Andretti em dispor de um carro ao nível das equipas oficiais (como a Renault, a Audi, Jaguar, Mahindra ou DS Citroen), a verdade é que o Português tem lutado regularmente pelos pontos e tem-se superiorizado frequentemente face ao seu colega de equipa, o Britânico Tom Blomqvist. Assim AFC parte este fim-de-semana apostado em "voltar a terminar nos pontos. O nosso discurso tem sido este, lutar ao máximo para obter o maior número de pontos e procurar diminuir a diferença competitiva que temos contra as equipas da frente. É um ano que temos de encarar como transitório, visto que na próxima temporada vamos estar certamente mais fortes, já com a BMW oficialmente envolvida. Este fim-de-semana o objetivo é como sempre dar tudo de mim, garantir que ninguém na equipa comete qualquer erro e procurar fazer uma boa qualificação e uma corrida limpa para trazermos bons pontos para casa", finalizou o piloto de 26 anos, que veste as cores oficiais da BMW neste campeonato, onde conta ainda com o apoio da HERO, marca brasileira de segurança de dados na internet e cloud computer e também da Fludo Swiss Watch, prestigiada marca de relógios que apadrinha não só Félix da Costa, como Miguel Oliveira no Mundial de Moto 2 e ainda Tiago Monteiro.
 
Apesar da corrida apenas ter lugar no Sábado, as ações de marketing já se iniciaram no dia de ontem (4ª feira), onde vários pilotos da Fórmula E juntaram-se a Billy Monger, piloto Inglês que no ano passado sofreu um grave acidente e perdeu ambas as pernas, para uma corrida de karts solidária. Com o objetivo de angariar fundos para a Fundação Spinal Track, que apoia os pilotos que sofreram acidentes e estão em condições identificas a Billy Monger, AFC acabou por vencer a corrida, mas isso foi mesmo o menos importante e o Português referiu que "foi impressionante ver como apenas um ano após o acidente o Billy recuperou de tal forma que hoje não só esteve ao nosso nível como foi duro de o superar. De facto é uma inspiração e um modelo a seguir, pois nunca desistiu, é um verdadeiro herói e este evento foi mais uma forma de conseguirmos ajudar não só o Billy como outros pilotos que infelizmente estão em condições iguais."
 
Espera-se desta forma muito público este Sábado em Paris para assistir à corrida, que como habitual tem no dia de Sábado a totalidade do seu programa, com duas sessões de treinos livres a abrir o dia, seguido da qualificação. A corrida, com 49 voltas previstas, está marcada para as 15:00 (hora Portuguesa), com transmissão em direto no canal Eurosport.
unnamed