user_mobilelogo
  • Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret rubricaram o melhor tempo na 6ª etapa do Silk Way Rally. Depois das dificuldades dos dois últimos dias, a dupla cortou hoje a linha de chegada com 15 minutos de avanço sobre os seus colegas de equipa Sébastien Loeb e Daniel Elena.
  • Apesar de ser uma etapa complicada em termos de navegação, o Peugeot DKR Maxi mantém-se na frente da Geral. Loeb e Elena alcançaram rapidamente Cyril Despres e David Castera (ao km 200), seguindo-se alguns erros de navegação que lhes custaram mais de 10 minutos nos primeiros 100 km. Os ainda líderes da prova terminaram a etapa com o 2º melhor tempo.
  • No seguimento da sua vitória de ontem, Despres e Castera abriram a pista esta manhã, sendo os primeiros a ter de se esforçar bastante para encontrar o percurso correto, vindo a terminar a etapa no 9º lugar, a 31 minutos do tempo de referência, algo que lhes permitiu manter o 2º posto da Geral.

A ETAPA EM RESUMO

A 6ª etapa do Silk Way Rally 2017 conduziu os concorrentes de Semey a Urdzhaz, integrando uma especial de 387 km que escondia diversas armadilhas para as equipas. A navegação revelou-se, por isso, crucial para se obter bons tempos, mas foi particularmente difícil para a dupla do Team Peugeot Total que abrira a pista.

Desejoso de esquecer as duas anteriores jornadas mais complicadas, Stéphane Peterhansel aumentou o ritmo e ultrapassou diversos concorrentes que tinham arrancando à sua frente, naquela que foi a última etapa inteiramente corrida no Cazaquistão, nas pistas de terra e vegetação selvagem. Amanhã o “Dream Team” entrará na China.

O QUE ELES DISSERAM…

Stéphane PETERHANSEL, piloto Team Peugeot Total

Vencedor da Etapa / 10º da Geral (autos)

“Até agora, foi a especial mais bonita de todo o rali. Arrancámos nas estepes antes de entrar numa zona montanhosa a meio da especial, numa paisagem mesmo impressionante! O nosso Peugeot portou-se muito bem e não tivemos um único problema durante a etapa. Chegamos ao deserto na 24ª posição, pelo que foi preciso ultrapassar muitos outros automóveis e alguns camiões, algo por vezes complicado. Tenho agora como objetivo ajudar os meus companheiros do Team Peugeot Total. Pessoalmente, apenas estou interessado na vitória, mas do ponto de vista desportivo, mesmo que a prova não seja a mais interessante, tenho ainda um papel importante a desempenhar no seio da Peugeot. Mesmo assim, espero que possamos voltar a estar entre os 5 primeiros.”

Sébastien LOEB, piloto Team Peugeot Total

2º lugar na Etapa / 1º da Geral

"Ultrapassámos o Cyril ao cabo de 200 km da Especial. Mais uma vez, a navegação foi bastante complicada: perdemos muito tempo à procura de uma pista boa, cometemos alguns erros e andámos perdidos por diversas vezes. Os camiões que arrancaram antes de nós deixaram rastos muito profundos para a condução e que nos atraiçoaram bastante. Perdemos muito tempo nos primeiros 100 km de prova. Mesmo não sendo dramático, não me agradou muito.”

Cyril DESPRES, Pilote Team Peugeot Total

9º lugar na Etapa / 2º da Geral

"Foi verdadeiramente uma bela etapa ao longo das montanhas, mas é sempre complicado abrir a pista. Cometemos erros de navegação, mas já estávamos à espera de uma etapa difícil. Não foi nada fácil, pois tal como o Sébastien, andámos sucessivamente na direção errada, um atrás do outro. Amanhã tenho de dar o meu melhor para assegurar o meu 2º lugar na classificação provisória."

ANTEVISÃO DA 7ª ETAPA

O percurso de amanhã tem uma extensão de 412 km e ligará Urdzhar, ainda no Cazaquistão, e Karamay, já na China. As dunas farão a sua aparição. A especial de 106,6 km desenrola-se entre colinas e muita vegetação.

SABIA QUE…

O Cazaquistão é a mais importante plataforma económica da Ásia Central, com cerca de 60% do PIB da região. Os seus recursos têm origem nas suas fortes industriais de petróleo e gás. O país é também conhecido pela sua base espacial de Baïkonour, situada na proximidade da fronteira com o Uzbequistão, ponto de partida dos programas espaciais russos.

COMO RECONHECER OS TRÊS 3008DKR…

O novo 3008DKR MAXI e os dois 3008DKR podem ser reconhecidos pelo seu nº de competição e pela cor da faixa no topo do para-brisas:

  • Cyril DESPRES/David CASTERA: Peugeot 3008DKR n° 100, faixa VERMELHA.
  • Sébastien LOEB/Daniel ELENA: Peugeot 3008DKR Maxi n° 104, faixa BRANCA.
  • Stéphane PETERHANSEL/Jean-Paul COTTRET: Peugeot 3008DKR n° 106, faixa AMARELA.

RESULTADOS:

6ª Etapa

1º LOEB Sébastien (FRA), Peugeot 3008 DKR Maxi

2º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR

3º HAN Wei (CHN), GEELY SMG BUGGY

4º LAVIEILLE Christian (FRA), Baicmotor BJ40L

5º NIKOLAEV Eduard (RUS), Kamaz 43269            

10º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR (nota: 6º na categoria “Auto”)

Geral após a 6ª Etapa

1º LOEB Sébastien (FRA), Peugeot 3008 DKR Maxi, 17:16:24

2º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR, a 1:03:41

3º MENZIES Bryce (USA), Mini John Cooper Works Rally, a 01:30:12

4º HAN Wei (CHN), GEELY SMG BUGGY, a 01:30:47

5º LAVIEILLE Christian (FRA), Baicmotor BJ40L, a 01:32:55

15º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR, a 03:22:22 (nota: 11º “Auto”)

Siga a prova em http://www.silkwayrally.com/live-timing.html

SWR dia5 CDespres Peugeot3008DKR 100 03