user_mobilelogo
Pedro Dias da Silva/José Sá Pires, Edgar Condenso/António Serrão, Mike e Filipe Nascimento/João Serôdio rumam este fim-de-semana a Baja Polónia, prova da Taça do Mundo FIA de Bajas e que arranca já esta sexta-feira.
Depois de uma prestação que grande nível na Hungria a PRK Sport Rally Team regressa à atividade, mas desta feita com “três Mosqueteiros” a defenderem as cores da formação nabantina, que, assim dá seguimento este périplo internacional na temporada 2021 e, uma vez mais, com o objetivo de ganhar experiência num tipo de jornadas muito diferente daquele a que a formação e os seus pilotos melhor conhecem.
Pedro Dias da Silva, líder da formação e um dos pilotos que disputa a prova, acredita estarem reunidas condições “para assegurarmos um bom resultado. Começámos a preparar este evento logo depois de termos saído da Hungria e todos nós abdicámos do normal período de férias com vista a participação de grande nível na Polónia. Todos estamos cientes das dificuldades deste evento, que tem mais de 400 quilómetros a cronómetro e num traçado e pisos que nos é totalmente desconhecido. Ainda assim, acredito que voltaremos a estar em bom nível. Desta vez seremos três duplas em prova, o que representa um desafio adicional para a equipa, mas não tenho dúvidas de que todos estão preparados para enfrentar as maiores exigências.”
A prova polaca da Taça FIA de Bajas conta com sete especiais, das quais a primeira é um Prólogo (Qualifying Stage) que terá lugar na tarde desta Sexta-feira. No Sábado disputa-se a segunda e mais longa etapa da prova, com uma dupla passagem por um sector de 184,05 quilómetros. No último dia da Baja Polónia (Domingo) as equipas enfrentarão quatro especiais, que totalizam pouco mais de 53 quilómetros e que resultam da dupla passagem por duas especiais de 9,59 Km e 17,33 Km, respetivamente.
Recorde-se que quando estão disputadas as primeiras duas provas da Taça Da Europa FIA de Bajas - Espanha e Hungria - a PRK Sport Rally Team ocupa a terceira posição, com um total de 23 pontos. Pedro Dias da Silva é, paralelamente, oitavo nesta competição, com 10 pontos, fruto do quinto lugar obtido na Baja Hungria. O piloto de tomar é atualmente o segundo melhor português da taça europeia.