user_mobilelogo

A largar da 13ª posição para as duas corridas do FIA WTCR na Hungria, Tiago Monteiro sabia que não lhe esperavam facilidades e que conseguir um bom resultado não dependeria exclusivamente da sua vontade. Apesar do bom andamento ainda que com o lastro máximo no seu Honda Civic Type R TCR, o piloto português conseguiu cruzar a linha de meta na 10ª e 11ª posições.

Resultados que não deixam Tiago totalmente satisfeito mas que foram os possíveis dadas as circunstâncias e que permitiram amealhar alguns pontos para as contas do Campeonato.

Na corrida 1 um bom arranque permitiu subir de imediato algumas posições mas: "apesar de estar com um bom andamento acabei por ser posto fora de pista por um adversário e depois fiquei preso atrás dos meus companheiros de equipa. Chegar a 10º acabou por minimizar os estragos", começou poe referir Tiago Monteiro.

Na corrida 2, a história foi quase a mesma: "Tive um bom inicio mas alguns contactos fizeram-me perder posições e voltei para trás. Acabei em 11º. Não era os resultados que queria, mas com tanto peso no carro, não havia muito que pudesse fazer. Conseguimos alguns pontos mas não os suficientes. Ainda faltam quatro jornadas para o final da época, estamos a 38 pontos do líder, muita coisa pode acontecer em oito corridas, e é nessas corridas que vamos centrar as nossas atenções. Queremos recuperar os pontos perdidos nestas últimas duas corridas e regressar à luta pelo título mundial", referiu o piloto português.

O FIA WTCR faz agora um interregno para regressar a 10 de Outubro na República Checa.